Desafio Literário #1: Janeiro – Como água para chocolate, Laura Esquivel

E começou 2012! Com ele veio meu primeiro Desafio Literário. Esse mês de Janeiro é dedicado à Literatura Gastronômica. Confesso que foi o tema que me deixou mais intrigada. Adoro comer e adoro ler, combinar os dois me pareceu muito bom!

Resolvi ler Como água para chocolate de Laura Esquivel, e não me arrependo nem um pouco! Já tinha visto o filme (de mesmo nome) e gostado bastante. Mas como foi há muito tempo, não me lembro dos detalhes. Li o livro como se fosse a primeira vez que estava tendo contato com a história. O único prato que me lembrava eram as codornas com rosas, e quem viu o filme/leu o livro sabe do que estou falando.

O livro é divido em capítulos, cada capítulo começa com uma receita e diz respeito a um mês do ano. Assim temos em Janeiro a primeira receita: Tortas de Natal. E quando eu digo receitas são receitas mesmo! Com ingredientes e modo de fazer. Não pretendo fazer nenhuma dessas receitas (que exigem certo grau de habilidade culinária que não possuo), mas adorei vê-las sendo preparadas.

Acho que para quem gosta de cozinhar o livro é um prato cheio!

.

Mas não só para quem cozinha. As mulheres desse livro aparecem com força total. Os personagens masculinos têm seu papel bem reduzido, e uma disputa entre a tradição e a novidade acontece através do corpo das mulheres. Mas não através de uma mulher que deixa de ser mulher para assumir um papel “masculino” burro e grosseiro.

Não sei se estou conseguindo me expressar bem, mas a impressão que tive durante a leitura foi que as mulheres são aquilo que precisam e desejam ser, mas as possibilidades são infinitas. No interior do México em um rancho anos atrás, as possibilidades me pareceram mais infinitas que agora.

.

Janeiro suga um pouco minhas forças escrivinhadoras, acho que por conta do calor, e me sinto culpada em não escrever mais sobre esse livro que gostei muito. Mas quem sabe depois faço um vídeo falando um pouquinho sobre ele né?

.

.

Trechos:

Tentou buscar apoio em Tita, porém ela estava ausente, com o corpo sobre a cadeira, sentado, muito aprumadamente, é claro, mas sem nenhum sinal de vida nos olhos. Desse jeito parecia que num estranho fenômeno de alquimia seu ser tivesse se dissolvido no molho das rosas, no corpo das codornas, no vinho e em cada um dos odores da comida. Desta maneira penetrava no corpo de Pedro, voluptuosa, aromática, ardente, completamente sensual. (p. 42)

.

Permaneceram em êxtase amoroso até que Pedro baixou a vista e a cravou nos seios de Tita. Esta deixou de moer, aprumou-se e orgulhosamente ergueu o peito, para que Pedro o observasse plenamente. O exame de que foi objeto mudou para sempre a relação entre eles. Depois desse perscrutador olhar, que penetrava a roupa, já nada voltaria a ser igual. Tita soube na própria carne por que o contato com o fogo altera os elementos, por que um pedaço de massa se converte em torta, por que um peito sem ter passado pelo fogo do amor é um peito inerte, um bocado de massa sem nenhuma utilidade. Em apenas alguns instantes Pedro tinha transformado os seios de Tita de castos em voluptuosos, sem precisar tocá-los. (p. 55)

.

 

Ficha de Leitura do Desafio Literário

.

Tema: Literatura Gastronômica

Mês: Janeiro

.

Um pouco sobre o mim:

Eu sou o (a): Luara

Moro em (Cidade/Estado – UF): Rio de Janeiro/RJ

Na net, você me encontra(Blog ou Site): Isaac Sabe

.

Neste mês, eu li:

Título: Como água para chocolate: Romance em fascículos mensais com receitas, amores e remédios caseiros.

Autor do livro: Laura Esquivel

Editora: Martins Fontes

Nº de páginas:205

Quando vi a capa do livro, o que mais chamou a minha atenção foi…O lindo desenho! Achei que combina muito com o livro!

O livro é sobre…

Uma família mexicana que vive na fronteira com o Texas durante a Revolução de Pancho Villa. Nessa família ficamos mais íntimos da filha mais nova, Tita, mas também conhecemos sua Mamãe Elena, suas irmãs, Gertrudis e Rosalia, e seu amor, Pedro.

Eu escolhi este livro porque…Já tinha visto o filme e gostado bastante.

A leitura foi… Muito prazerosa! Recomendo muito.

O personagem que eu gostaria de matar é Mamãe Elena. Por quê?

Que mulherzinha chata!!!!!!!

O trecho do livro que merece destaque:

“Algumas vezes chorava sem razão, como quando Nacha picava cebola, porém como as duas sabiam a razão dessas lágrimas, não as levavam a sério. Inclusive eram convertidas em motivo de divesão, de tal modo que durante a infância Tita não diferençava bem as lágrimas do riso das do pranto. Para ela, rir era uma maneira de chorar” p. 5

A nota que eu dou para o livro: 4

.

.

[SPOILERS]

Alguém além de mim ficou com a sensação que o último mês (dezembro) ficou corrido? Acho que queria mais um ano de receitas para me explicar melhor tudo!

Anúncios

26 pensamentos sobre “Desafio Literário #1: Janeiro – Como água para chocolate, Laura Esquivel

  1. Nice… tinha acabado de ler este livro há algumas semanas (pela segunda vez alias… já o tinha lido em 2005/2006). Mas este magnifico livro e daqueles que se lê e relê.
    Tita e uma verdadeira heroína….. de força muito subtil …. esta mulher consegue vencer todos os obstáculos e acaba por encontrar a verdadeira felicidade ainda que por poucos momentos….

  2. Pingback: Desafio Literário 2012 « Isaac Sabe!

  3. Bom, escolhi esse livro para o desafio também, mas ao contrário de você, não gostei nem um pouco. Acho que funciona sim como um ótimo roteiro de filme, mas como livro, o dramalhão todo me cansou demais e a passividade de Tita me irritou.
    A única coisa interessante é o uso do realismo fantástico que é muito bem aplicado durante a história, mas como um todo o livro deixou muito a desejar.

    • Que pena vc não ter gostado Joana!
      Eu achei muito bonito! Inclusive a “passividade” da Tita acabei vendo de outro modo, acho que ela se mostrou bem forte durante o livro.
      Beijos.

  4. Oi, Luara!

    Também acabei de terminar Como Água para Chocolate pro DL e adorei. você tem razão sobre a força dessas mulheres, aspecto que me faltou abordar na minha resenha, mas é tanta coisa pra se dizer…

    Também havia visto o filme há muitos anos atrás, mas a única parte que eu me lembrava era dos convidados chorando com o bolo de casamento…

    Sobre os personagens, não há como não ter vontade de matar Mamãe Elena… Eta mulher marrenta. Mas não dá pra negar que é uma mulher macho, né? E o Pedro, sinto muito, mas é um banana. rsrssrsrsrsrsrs!

    A escolha de Tita e o fim do livro não me agradaram muito. Acho que é porque não sou muito romântica e não gosto muito dessa coisa “o amor supera tudo”. Supera uma ova! Se fosse comigo eu dava um jeito de me desapaixonar do banana, nem que fosse na marra. Rssrsrsrsrsrsrsrsr!

    Bjs!

  5. JÁ? Que rápida! Não cheguei nem na metade do meu e ainda tenho outro desafio pra cumprir hahaha. Escolhi o livro “O Clube do Biscoito” da Ann Pearlman. Estou quase na página 100, quero ver se termino hoje ainda. O meu também cada capítulo começa com uma receita, estou achando muito divertido e diferente hehe. E aqui também as mulheres são destaque, adorei a capa desse livro e até pensei em ler, mas o da Ann eu já tinha aqui em casa e eu estou proibida de comprar livros até março (e só porque nesse mês eu faço aniversário xD).

  6. Lendo esse seu post percebi como é estranho eu nunca ter lido absolutamente nada de “literatura gastronômica”, já que eu adoro ler e também adoro cozinhar! Vou procurar esse livro JÁ :D

  7. Gosto muito desse livro, acho que tem a cara e a sofreguidão dos autores latinos, muito intenso! E a mistura com as receitas é uma delícia!

  8. Caramba! Eu comecei a ler meu 1o livro do desafio hoje e você já terminou um! Não sabia que o livro contém receitas. Eu só vi o filme. Não lembro dos detalhes, mas essa força das mulheres que você comentou está vívida em minha lembrança.
    Que venham mais resenhas!

    • Mas como eu respondi pra Gabi, só consegui essa proeza por ter viajado no dia 2.. Leio bastante em viagens de carro!
      O filme eu lembro que gostei bastante, mas acho que vou rever agora depois da leitura!

      Beijo!

  9. A pessoa mais animada & ansiosa que conheço, hahaha. Janeiro nem começou e você já leu um dos livros do desafio literário. :)

    Eu estou para ler esse também, mas esqueci em casa – e só volto pra lá no fim do mês. Por enquanto, na lista de espera estou com “O pedante na cozinha”, de Julian Barnes.

    Um beijo.

    • hahahaha! Pelo visto vc já percebeu que eu tenho um problema né?
      Mas para minha defesa posso dizer que comecei a ler no dia primeiro (dia em que ninguém faz nada e nada está aberto) e viajei no dia 2. Foi só por isso que consegui ler tanto em 2 dias vai! rs

      Agora estou louca para ler aquele conto que inspirou “A Festa de Babette” sabe?

      Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s