Solanin – Inio Asano

Um dos posts que eu mais gosto de ter escrito aqui é o “Onde se escondem os filmes para adultos”. Claro que isso gerou uma chave de procura um tanto estranha pro blog, afinal de contas, quem digita “filmes para adultos” no Google não está querendo saber de nada que não seja .xxx né? Mas enfim, gosto muito de ter escrito esse texto por ser uma coisa compartilhada. Em cada comentário sinto que várias pessoas passam pela mesma angústia que eu, e não que ver pessoas sofrendo seja bom, mas gera uma sensação de conforto saber que outras pessoas ainda não se encontraram na vida.

Foi como uma surpresa boa quando encontrei Solanin (que meu cérebro só consegue registrar como Solarin, vai entender!) na livraria. Tinha visto uma resenha bem legal no Meia Palavra (mas como ela é do segundo volume contém spoiler tá?), e como cada semana coloco uns 10 livros na lista de leitura por conta do site, esse passou batido. Essa semana fui assistir um filme em um cinema longe de casa, e perto de uma livraria. O filme era chato e foi o namorado que escolheu, como que para se redimir ele me deu Solanin 1 de presente. E que presente bom!

Comecei a ler o livro ontem, ontem mesmo terminei e saí (às 8:00 da noite de uma sexta-feira pré-carnaval no Rio de Janeiro, veja bem) correndo para comprar o segundo, e infelizmente último, volume.

Meiko Inoue

Comecei a ler o livro em casa, continuei no ônibus e terminei na casa do meu namorado. Depois disso só tenho uma coisa a dizer: foi lindo. Claro, minha identificação e empolgação com o livro podem ser fruto dessa minha falta de identificação com vários personagens da atualidade (meu cérebro, mais uma vez, tende a relacionar Novelas Gráficas e Mangás ao cinema, vai entender! Quem sabe meu centro de imagem não está em algum lugar errado), mas de qualquer forma valeu muito a pena ter passado minha sexta-feira em companhia de Meiko e Taneda.

Só para contar um pouquinho sobre o livro (sem spoiler e sem estragar nada, prometo!): temos 5 personagens principais, e dentre eles um casal mais principal ainda (isso existe?), são, respectivamente, Billy, Kato, Ai, Meiko e Taneda. Todos na casa dos vinte anos e morando em Tóquio. O casal principal (Meiko e Taneda) não tem família na cidade, um vem do norte do Japão e outro do sul, mas mudaram para a capital ao começar a faculdade. O livro se passa uns 2 anos depois da formatura, o que cada um está fazendo? Como cada um está levando a vida? Qual é a identificação existente entre eles? São questionamentos que aparecem no decorrer do livro.

Pra ajudar em tudo Meiko é formada em Línguas Estrangeiras, algo que acredito ser a nossa Letras, mas trabalha como auxiliar em um escritório em Tóquio. Todas as dúvidas, próprias desse percurso (prefiro acreditar), aparecem no livro, e de uma forma tão bonita!

Não quero contar mais nada para não estragar a surpresa. Só dou uma dica, se forem comprar esse livro já comprem o volume 2, é desesperador quando acaba!

Vou deixar alguns pedacinhos aqui para você lerem, mas lembrem-se a ordem dos quadrinhos é da direita para a esquerda, de cima para baixo, ok? Esse é o primeiro capítulo, que foi todo lindamente disponibilizado pela L&PM Pocket Mangá nesse link.

.

PS: Os livros custam R$15 cada um, em média.

PPS: Ganhei outro Mangá da L&PM de presente! O Aventuras de Menino, depois conto aqui o que achei! ;)

.

Informações técnicas:

Livro: Solanin

Autor: Inio Asano

Editora: L&PM Pocket Mangá

Tradutor: Adriana Kazue Sada

Páginas: 210 (1) e 220 (2)

Ano:  1ª. edição em japonês 2006, edição L&PM em 2011.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Solanin – Inio Asano

  1. Guria! Isso não se faz. Comecei a ler o capítulo disponibilizado e fiquei realmente encantada! E agora? O que eu faço? Contenção de gastos não me deixa… gastar! Ah socorro, isso é muita maldade.

    Segundos depois desse surto: ok, vamos nos acalmar. É só um tempinho até conseguir administrar o dinheiro para sobrar e poder adquirir esse mangá. Nunca pensei que isso fosse um dia acontecer. Eu nunca li um mangá. Pelo menos não um de verdade. Já li a biografia do Che Guevara em Mangá (O.o) mas não era de trás pra frente nem da direita para a esquerda. O desenho era mangá, mas o formato era bem ocidental. Agora será que arranjarei outro vício?

    Se isso acontecer fica declarado: a culpa é da Luara.

    Beijos.

  2. Fique muito a fim de ler. De verdade!

    Eu tô numa vibe Japão há algum tempinho já. Devorei um Murakami atrás do outro e vira e mexe roubo um mangá ou uma graphic novel do namorado. Vou tentar comprar essa semana e vamos ver no que dá. =)

  3. O segundo volume caiu na minha mão quase que por acaso, e admito para ti que assim que terminei adquiri o primeiro. Vai ser curioso ler de trás para frente, do segundo volume para o primeiro, em breve escrevo sobre tal experiência.

    Ah, e sim. Solanin é tocante demais, uma das mais belas histórias que já li.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s