O escolhido foi você – Miranda July

mirandajuly

Sempre me sinto acolhida quando leio sobre pessoas que procrastinam. E não só aquelas que procrastinam para não trabalhar, mas também aquelas que procrastinam para não viver. E é assim que O escolhido foi você começa, com Miranda July assumindo sua procrastinação. Enquanto está escrevendo o roteiro de seu próximo filme, O futuro, July passa dias entre vídeos do youtube, hiperlinks malignos e classificados de jornal.

Mas, para alegria dos Procrastinadores Unidos, é exatamente nessa distração que a autora encontrará um novo rumo para seu trabalho. A crise criativa que impedia o roteiro de O futuro funcionar, fará com que Miranda comece a se interessar mais pelos anunciantes dos classificados. O interesse cresce até que ela tenha coragem de marcar uma entrevista com um deles. Miranda se apresenta como escritora e cineasta, e se diz disposta a pagar 50 dólares pela entrevista (com fotos). Aqueles que aceitaram sua proposta, estão em O escolhido.

As entrevistas acontecem na casa do anunciante, e inicialmente Miranda segue um roteiro com perguntas como “Você tem computador?”, “Qual foi o momento mais feliz da sua vida?”, “Quanto tempo você mora aqui?” etc. Mas logo cada entrevista vai ficando um pouco diferente, cada entrevistado faz com que as perguntas sejam diferentes. E, o mais legal para mim, a entrevistadora Miranda não age como um representante do censo, que busca uma objetividade inalcançável, mas como alguém que sabe que sua pergunta muda a resposta do outro, assim como o outro muda sua pergunta e sua identidade.
A escolha de entrevistar anunciantes de classificados – o item mais caro vendido custava 10 dólares – nos anos 2000 é perigosa. A entrevista pode descambar para o lado de uma “análise”, ou até mesmo em um “julgamento” sobre a vida dessas pessoas. Mas não foi essa a sensação que tive ao ler o livro. Claro, estamos lendo os trechos selecionados pela autora, somos apresentados antes, durante e depois da entrevista, ao que a autora pensa sobre os entrevistados, estamos lendo a opinião de Miranda July, o tempo todo. Mas as entrevistas me pareceram mais melancólicas do que analíticas. E isso é bom.

Por mais que a ideia de uma série de entrevistas que transforma o entrevistador me agrade, também fiquei com a sensação de que um “sentimento ingênuo” percorreu o livro. Uma ingenuidade de identificação e pertencimento, mas também uma ingenuidade na demonstração de sentimentos. Se relacionar com as pessoas é menos fácil do que parece no livro.

Não conheço Miranda July como cineasta, e não li nenhum livro dela antes disso. Mas duvido que teria escolhido esse livro se não tivesse a indicação de uma pessoa que confio. Então, quem quiser dar uma espiada antes, nesse link da Bravo é possível ler um trecho do livro e ver um pedaço do filme O futuro, concluído depois das entrevistas.

Li esse livro em versão digital. Mas, pela primeira vez, fiquei com a sensação que o livro físico seria mais aproveitado. Toda entrevista é ilustrada com fotos, do entrevistado, de sua casa ou da própria Miranda, e a diagramação toda é feita para que essas fotos estejam no meio do texto, não como um caderno separado. Na versão digital as fotos também estão lá (no caso do meu Kindle, em preto e branco), mas perdemos um pouco dessa diagramação, já que cada foto aparece depois de um bloco de texto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tradução:   Celina Portocarrero
Editora: Companhia das Letras; 224 p.
Ano de lançamento Brasil/EUA: 2013/2011
Título original: It chooses you
Anúncios

4 pensamentos sobre “O escolhido foi você – Miranda July

  1. Pingback: Leituras e compras: maio de 2013 | ao rés do chão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s