Ritos de adeus – Hannah Kent

RITOS_DE_ADEUSDesde o começo, Ritos de adeus percorre seu caminho pela beirada do patético. O tema, a escolha da forma de escrita, o cenário, tudo pode levar o leitor à dor e à compaixão. Contudo, o começo do livro oferece uma trama muito mais envolvente do que eu esperava; a escrita de Hannah Kent também surpreende nas primeiras 150 páginas, me vi cada vez mais interessada na Islândia.

Ritos de adeus conta, baseado em fatos reais, a história de Agnes Magnúsdóttir, a última mulher condenada a morte na Islândia, em 1828. Acusada de assassinar dois homens e queimar a casa em que moravam, Agnes está agora sob custódia do Estado até sua execução. Mas o estado islandês no século XIX dizia mais respeito a fazendeiros e ovelhas do que a castelos e prisões. Agnes é levada à casa de um oficial que deverá mantê-la presa até o dia da decapitação.

Para guiar Agnes em sua jornada espiritual, um jovem padre é chamado, Tóti. Visitando a condenada todos os dias, Tóti também passa a conviver com a pobre família do fazendeiro, sua casa de dois aposentos, o medo da neve e o constante alimentar do fogo que mantém a família aquecida.

Passando de um narrador para o outro, Kent nos conta a história de Agnes, sua vida na extrema pobreza, seu relacionamento com o homem assassinado, seus desejos e medos. Ao mesmo tempo em que Agnes passa a significar algo para o leitor, ela também passa a mudar a vida da família que a abriga.

Kent também usa trechos de cartas e memorandos oficiais no começo de alguns capítulos, como que para contrapor a burocracia da sentença aos crescentes sentimentos da família e do leitor. Tudo isso funciona bem no começo, o mistério do assassinato prende a atenção e a escrita é fluida. Mas muito se perde no final.

Por mais que o leitor obtenha satisfação com a descoberta do mistério, o restante do livro fica dolorido. Realmente, o tema não é fácil e fugir da solução mais simples deve ser difícil, mas esperava mais depois de ter me envolvido bastante com o começo.

Em várias resenhas gringas vi comentários sobre como Agnes, uma criada órfã, poderia ter pensamentos “tão filosóficos” e que isso “não era verossímil”. Bem, discordo dessa argumentação: o livro perde fôlego, mas não por ter uma personagem inteligente demais, ele perde fôlego por seu tema.

Esse é o primeiro romance de Hannah Kent, e realmente gostaria de vê-la escrevendo algo diferente, mais detetivesco talvez. Enfim, vale ficar de olho.

Spoilers, sweetie: Para quem leu o livro, eu realmente gostaria de ter visto Agnes como uma assassina, e não como uma alma misericordiosa. Gostaria de ver como é possível se relacionar com a humanidade em algo assim. Mesmo o desespero dela diante da morte iminente, foi corrido demais.

Hannah-Kent

  • Tradutor: Alexandre Martins
  • Editora: Globo Livros
  • Lançamento: 2013
  • Número de páginas: 319

*Esse livro foi enviado pela editora; não paguei nem recebi por ele, mas o escolhi com muito carinho :)*

Anúncios

7 pensamentos sobre “Ritos de adeus – Hannah Kent

  1. Olá Luara, não sei se você gosta de sugestões/pedidos, mas enfim, acho aquela TAG dos livros mais bonitos da estante bem interessante, gostaria muito que você respondesse ela, pois os livros que você mostra nos vídeos costumam ser mais diferentes e com acabamento muito bonito. :)

    Beijos

  2. Bom… História baseada em fatos reais, de uma mulher condenada à morte por assassinar dois homens e tocar fogo na casa… só isso já bastaria para eu querer ler o livro! Fiquei muito curiosa com a “queda” de qualidade do livro… não li a parte do spoilerzinho, mas imagino que haja algum tipo de redenção pra isso acontecer, não? Realmente fiquei bem curiosa!! Adorei a indicação e a resenha! Bjão da Isa – LidoLendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s